Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma página em branco

Uma página em branco

09
Jan18

Um dia quase... memorável

Miss Winter

Ontem foi o aniversário do meu filho. Andava indecisa se fazia a festinha no dia de aniversário ou no próximo domingo, mas como passavam 7 dias preferi fazer uma festinha mais pequena e ser no próprio dia.

 

Fui acordá-lo e fiz um filme a dar-lhe os parabéns todo ensonado até lhe dar o presente :), quase que não tiro fotos e filmes nestes dias, não sei se é por estes dias serem um misto de felicidade e infelicidade, ou se é para ele não perguntar porque o pai nunca está...

Mas este quis fazer diferente. :)

 

De manhã quando o fui levar à escola fui ter com o pai para lhe dar os parabéns, mal lhe dá os parabéns e dá-lhe um beijo começa a chorar, não falou mais, não consegui arrancar-lhe uma palavra, fui levá-lo à escola numa grande tristeza... nem assim interpreta os sentimentos do filho, tem 4 anos mas já começa a perceber tudo o que o rodeia.

 

Sexta disse-lhe que como o ano passado estava convidado para o aniversário do filho, só respondeu logo se vê, nem lhe toquei mais no assunto, o problema é dele não meu.

 

Ontem escrevi no face o texto que aqui publiquei e pela primeira vez comentou: parabéns ao nosso filho... e parabéns a ti que és uma super mãe

Estou a ver bem... devo estar a sonhar...

 

Na minha hora de almoço ligou-me a minha irmã e já nem sei como a conversa saiu talvez pela minha grande necessidade de desabafar, embora não costume fazer com ela, porque chocamos e aquilo que preciso não é de sermões mas de alguém que me ouça, e até correu bem, porque afinal de contas nem metade das coisas que me tem acontecido ao longo destes 2 anos sabem, principalmente ela.

O pouco tempo que restou, almocei em pé e fui fritando uns rissois e umas coxinhas para ir adiantando serviço porque o tempo ia ser curtissimo e era eu a fazer tudo.

 

Ligou-me a perguntar se podia levar o presente ao filho... precisas de perguntar? Quem é que vai aí? Já te disse a minha e a tua familia.

Vou só aí deixar o presente, não quero enfrentar as tuas tias...

Pois, nunca vais enfrentar não é? Por isso é que ainda não baptizei o meu filho, porque não queres enfrentar, faz como quiseres...

Entrou nem para ele olhei, continuei a fazer o que estava a fazer e pedi-lhe para dar a sopa ao filho para não se sujar (faz alguma coisa como pai)

Antes que chegasse o pessoal foi-se embora despediu-se com um beijo na testa (muito respeitador) e eu com vontade de lhe dar um tabefe... parabéns também para ti... só lhe respondi obrigada.

 

Depois a minha sogra contou-me que antes de vir que lhe deu grande sermão... grande mulher

 

Mas o que interessa deste dia, que esteve tudo perfeito, poucos mas bons, tudo muito simples, o meu filho estava feliz, gostou da festinha, o resto... é resto.

 

Hoje sinto-me feliz por ter proporcionado uma bela noite ao meu filho e isso é que lhe vai marcar para o resto da vida.

 

11 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D