Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma página em branco

Uma página em branco

26
Set17

Será o fim da chupeta?????

Miss Winter

Tirar a fralda foi bem mais fácil que a chupeta... também me tem custado, desde o divórcio era um miminho para ele... para a escola não leva mas mal chega a casa é a primeira coisa que se lembra :)

 

Ontem ia deitá-lo, foi fazer xixi, já a tinha na boca, começou a tossir e pimbas cai para dentro da sanita...

Oh filho já te tinha avisado quando queres tossir tiras e agora? Está cheia a bichos já não podes usar, vais ter que dormir sem ela... ( a ver se o convencia).

Começa a chorar em alto pranro, as lágrimas a rolar cara abaixo, eu com o coração apertadinho, a tentar consolá-lo... nisto liga o pai para saber como estava e estava a contar-lhe, nem conseguiu falar com o pai, mais sentido ficou...

Olha filho a mamã deita-se aqui ao pé de ti, vais ver que não vais precisar de chupeta.

 

Deitei-me vestida e a pensar... vamos ver a que horas vou sair daqui eheheh

- Mãe não vais buscar a tua almofada?

- não filho, não preciso (fino)

 

Abraça-se a mim, estivemos assim durante uns tempo, depois agarra a minha mão e puxa um dedo até à boquinha dele, e eu a pensar tu queres ver que vai meter o meu dedo na boca para chupar... não, foi para dar um beijinho, gigam lá se não é um doce.

 

E lá adormeceu, a mãe já passava da meia noite quando acordou (não foi muito mal ehehe) mas tinha que pagar a factura da tupperware era o último dia e já passava da hora...

Ligo o pc (ainda não confio muito na segurança dos telefones, paranoica minha...) erro no disco... não acredito... tanto andou que lá corrigiu, mas como estava a ficar tarde, lá decidi fazer no telefone, enquanto o pc acabava de corrigir e corrigiu).

 

Conclusão era a uma quando me deitei... 3h da manhã começa a chorar...

- Então filho?

- Mamã deita aquiiiiiiiiiii (oh vida) e lá me fui deitar ao pé dele mas depois não consigo dormir bem.

 

Quando acordou, fiz uma festa por ele ter dormido sem a chupeta, ele é que não estava animado, disse que estava zangado com a mãe ehehe

- Oh mãe a pepe já não tem bicho onde está?

- oh filho ainda tem, a mãe deitou ao lixo...

 

Pelo menos ficou calado, vamos ver hoje como corre...

 

0,,15626039,00.jpg

 

25
Set17

Uma imagem #1

Miss Winter

21686258_2006148466304423_8781776721332112170_n.jp

 Andava a dar uma vista de olhos pelo face e vi esta imagem... o que vemos?

 

Infelizmente o que se vê em tantos casais ou separados... um casal que acabou o amor, uma relação e o que fica? Os filhos (quando os há) aqueles ex casais que se atropelam, que se matam diariamente, olhem para esta imagem, olhem para os vossos filhos.

 

Um filho não é uma arma, um filho não é uma moeda de troca. Se nos dermos bem, se ficar a amizade, a confiança, vai reflectir-se no futuro dos nossos filhos.

 

Uma coisa tenho a certeza o meu filho é mais feliz tendo os pais separados que eu algum dia fui com os meus que nunca tiveram a coragem de por um ponto final.

 

O pai errou comigo? Claro que errou. O pai errou com o filho claro errou. Mas já pagou bem caro e continua a pagar caro. Então deixo-o ser pai, é o que lhe resta... é o filho. O passado fica no passado.

 

Quantas vezes ainda vejo a imagem de sexta... ele com o filho ao colo totalmente desarmado, com uma lágrima nos olhos aflito de ver o filho doente... não é isso que somos, que devemos ser? Casados ou separados continuamos a ser PAIS.

 

Eu sempre disse e ainda nem era mãe nem imaginava que um dia ia divorciar-me, que o meu filho nunca iria servir para uma guerra numa separação, e cumpri.

 

O meu sonho é que seja sempre assim, estando nós sozinhos ou numa relação, vou lutar para que seja sempre assim.

 

Vejo tantos textos por aí, com guerrinhas tão parvas de mães, pais, madrastas... só me dá vontade de escrever... deixem-de de merdas, cresçam, deixem de ser crianças... os vossos filhos um dia vão agradecer, pensem só no futuro deles.

Lembrem-se que já ouve amor, esse filho foi gerado no amor não no ódio que vocês agora destilam.

25
Set17

Não se pode fazer planos

Miss Winter

Já tinha feito planos para este domingo, ir passear com o meu filho e aproveitar para comprar roupa para ambos, mas saiu ao lado.

O meu pequenote começou quinta com a monquita mas nada de sério, sexta quando o fui buscar, notava-se a voz um pouco rouca mas nada de mais.

Em vez de ir a arrumar a cozinha fiquei com ele na sala e adormeceu no meu colo e eu igual :)

Fui deitá-lo estava ok...

Estava a acabar de arrumar e ouço um som estranho e vou ver o que se passava, estava sentado na cama aflito com dificuldade em respirar, tento manter a calma vou logo fazer vapores simples com soro, eu tinha a medicação que costumo dar, mas como na caixa avisa que depois de abrir a prata tem que se consumir durante 3 meses e já tinha passado e não quis arriscar (mas disse o enfermeiro que não há problema logo que esteja bem guardado.

Ele continuava a chorar aflito... pergunto ao pai se ainda estava a pé para ir à farmácia comprar a medicação, mas neste grande paraíso, falta-nos tudo principalmente à noite, como o centro de saúde fecha às 22h as farmácias também só funcionam até essa hora e eu nem sabia... que tristeza...

Pediu para falar com o filho mas ele só chorava tadinho... pediu para poder ir vê-lo e eu disse que não precisava só precisava de se acalmar mas insistiu e eu claro deixei.

Mal viu o pai mais sentido ficou... o pai ficou aflito de o ver assim, porque lhe fez o teste no dedo (é bom ter um pai técnico do INEM) ao apertarmos o dedo fica branco e em 2s tem que voltar à cor normal e não ficou era sinal que não estava a fazer oxigènio suficiente, estava a vestir-me e ele angustiado ainda começou a chorar...

- Então? não é preciso ficares assim, já não é a 1ª vez que fica assim, imagina eu aqui sozinha se ficasse assim como era?

 

Lembro-me perfeitamente qual foi a 1ª vez que o meu filho esteve assim, exactamente no dia que o pai saiu de casa... eram 4h da manhã, eu aflita, mandei uma mensagem a dizer o que se passava com o filho nem me respondeu... que diferença... ainda bem que está mudado, ainda bem que sei que ele está ali para estas situações de emergência e não estou sozinha.

E lá fomos para o hospital que fica a 40km... fez boa viagem, como ia sentado aliviou e já nem parecia o mesmo, enquanto esperamos esteve sempre animado e nem parou um pouco e nem lhe deu o sono :)

Já tinha a garganta inflamada mas nem fez febre, está a tomar antibiótico, mas agora atacou-lhe mais a tosse e decidi que ficasse na avó.

 

E pronto este fds foi mais caseiro, vamos ver o próximo espero que dê para irmos a dar as nossas voltas ehehe

22
Set17

Um cheirinho de Outono - Desafio para os leitores

Miss Winter

1928884_1065076639050_2330194_n.jpg

(foto da minha autoria)

A minha foto favorita do outono, aquela estação mágica, que se transforma, que se despe para depois voltar a renascer.

Esta foto já tem uns anos talvez quase 10 anos, já não me recordo.

A casa que se vê era a casa da personagem "Zé Bento" de uma das telenovelas da TVI, que foi rodada em terras transmontanas, já não me recorda se for esta que também passou em alguns locais da minha localidade.

Aqui é Vale de Pradinhos em Macedo de Cavaleiros, embora na telenovela se referiam como sendo em Vila Flor porque era lá que passava parte da história.

 

Quando há uma separação estas fotos trazem-nos tristezas... hoje não, são memórias da parte boa do meu casamento, é melhor recordar o bom que o lado mau.

Por isso agora vou passando por estes locais com o meu filho, renovar memórias, fico com novas memórias e novas fotos e quando olho posso dizer que são bons momentos que passo com o meu filho <3

 

Tenho que começar a ver no mapa os trajectos destes locais, aproveitar os últimos fds com bom tempo, depois é aquele tempe que apetece estar em casa ao quentinho... é claro que a minha criança não vai achar piada, hoje só quer fado eheheh

 

Deixo-vos um desafio... Publicar uma foto a mostar o que gostam mais desta estação do ano :)

22
Set17

Preparem-me uma babete

Miss Winter

Uma semana e meia em que o meu filho está na nova escola como ele a designa, uma etapa encerrou e iniciou uma nova "a pré".

 

Sou uma mãe desnaturada como eu me designo mas no bom sentido, vejo por aqui toda a gente preocupada porque os seus rebentos vão para a escola, choram os pais, os avós, os tios, as crianças... eu não, nem no dia que o deixei pela primeira vez no infantário com 4 meses, temos que ir confiantes e mostrar-lhe confiança que a escola é muito boa.

Eles têm que compreender que é necessário, que é ali a sua 2ª casa (mais que a nossa) infelizmente...

 

Ele sempre adorou, foram 3 anos bons no infantário, sem queixas, ia sempre com vontade e quando o ia buscar sempre muito feliz.

 

Agora na pré ainda adora mais, no primeiro dia ainda se encostou a mim, meio envergonhado, depois levei-o para junto do seu amigo e colega da antiga escola e lá ficou.

 

Todos os dias professora e auxiliares a gabarem-no, que se porta muito bem, muito obediente e muito educado.

 

Isto faz de mim uma mãe muito orgulhosa, porque sozinha estou a dar conta do recado.

 

Ainda anteontem o pai foi buscá-lo e a auxiliar disse-lhe o mesmo e ele todo contente a contar-me e eu respondi é sinal que a mãe está a trabalhar bem... sim é verdade.

 

Não é por viver só com a mãe que não tem educação e que lhe deixo fazer tudo o que quer.

Ali há regras, há a hora de brincar ou ver tv, de comer, de tomar banho e ir para a cama, é claro que adorava que fosse tudo muito mais cedo, mas aqui sozinha é que se torna o grande desafio e não consigo.

É uma criança que diz bom dia, desculpa mamã, obrigado mamã... estas regras são muito simples e muitos pais infelizmente se esquecem de ensinar às suas crias.

 

Posso dizer que é uma criança feliz e ajuda a mãe a ser feliz.

21
Set17

2 anos sem ti

Miss Winter

Posso dizer que fiquei sem ti a 20 de Setembro, 3 dias após estarmos sentados numa mesa de um restaurante a festejar os 10 anos de casamento com o nosso filho (ambos estávamos a disfarçar uma comemoração que não existia, eu nem queria ir...). Não fiquei sem ti no dia que assinamos o divórcio, foi neste dia, ou 15 dias antes quando te apanhei aquela maldita mensagem, que nunca admitiste que era para a "outra" mesmo depois do divórcio, nunca admitiste que me traiste, quiseste ser angelical, quiseste mostrar a toda a gente que nunca te envolveste com ela, somente depois de saires de casa... quiseste mostrar que eu era a culpada, mas fizeste o favor de a trazer logo para cá mal assinamos os papéis e eu de má passei a anjo (só me faltou colocarem no altar).

 

Há muita coisa que me disseste que já nem me lembro, lembrar para quê? Apenas me lembro de dizeres que viveste 14 anos de fachada, que foi logo quando começamos a namorar. Ora como não fui eu a pedir-te para casar nem te obriguei, estiveste comigo porque quiseste, porque me amavas, sim amaste, ou será que ainda me amas e andaste a enganar-te a ti próprio?

 

Eu é que nunca te enganei (e não estou a falar de outra relação) eu fui sempre eu, posso admitir que exagerava em algumas situações mas sabes eu só queria mais um pouco de ti... sei que a vida que tive antes de ti reflectiu-se na pessoa que eu era, muito fechada, muito timida, não gostava de me socializar... mas tu conheceste-me assim, sabias como eu era e tu ajudaste-me mas parece que te cansaste, cansaste de tudo, cansaste de estares comigo, cansaste dos nossos passeios, cansaste das surpresas, cansaste dos nossos passeios, cansaste de me amar...

 

Hoje não sei quem és, não sei se me traiste só esta vez, porque houve mais situações mas sempre juravas que não era o que eu julgava, ajoelhavas-te a chorar e dizias que me amavas que não me querias perder.

 

Desta vez foi diferente, inventaste que era uma brincadeira com um colega, que lhe podia ligar... mas só para o outro dia para teres tempo de falar com ele.

 

Não fizeste juras de amor, não te ajoelhaste... nada, quantas vezes te perguntei o que significou o jantar dos 10 anos? Eu até te disse tinhas levado um bolo com a palavra divorcio e faziamos logo ali a festa de despedida...

 

Foste tu que perdeste... perdeste tudo... mas gostava de te ver melhor, gostava de te ver com coragem de saires de casa dos teus pais e arranjares um cantinho só teu, para estares tu e o teu filho. Ainda anteontem a minha tia disse que no fundo tem pena de ti, que olha para ti e vê que não estás bem, que ainda deves andar baralhado sem saber o que fazer... e eu só lhe respondi, que claro que no fundo tenho pena dele é o pai do meu filho, mas eu já fiz mais do que devia, ele é que não quis aproveitar...

 

Eu pensei que a "outra" te iria ensinar que afinal eu era uma grande mulher e que fizeste merda... mas mesmo assim não dás o braço a torcer, continuas a dizer que para dar certo eu tinha que mudar, que eu é que tive a culpa, é claro que a nossa conversa acabava mal, não és capaz de te emendar...

 

Arranjaste uma pessoa, sem escrupulos, que te enganou várias vezes, ciumenta doentia, mentirosa e vingativa. Até te obrigou a tirar as mulheres todas do face. Eu algum dia te falei das mulheres que adicionaste? Nunca.

 

Por fim quis destruir-te mas os agentes da autoridade não são assim tão burros. Sim ela acusou-o de violência doméstica... ficaste com a imagem manchada, houve muita gente que acreditou em ti mas havia quem acreditasse nela mesmo sabendo a porcaria que ela era. Foram revistar o teu quarto, tiraram-te as armas de caça, foi para o jornal (sem identificação claro), com termo de identidade e ela com sistema sos no caso de ele se aproximar. Foram vários meses de angústia, quando foi arquivado já tinham passado 2 meses quando terminamos a nossa suposta reconciliação.

 

Talvez isto foi o grande problema para que a nossa reconciliação falhasse redondamente, o passado estava entre nós... e depois foste tu que nada fizeste para mostrares que querias voltar... tinhas medo? Talvez... mas olha que eu mais medo tinha... podias considerar-te o homem mais sortudo a tua ex, aquela que traiste, que pisaste, aquela que lhe roubaste os sonhos todos, estava a dar-te uma segunda oportunidade... mas não estiveste à altura, hoje estou diferente, não ia deixar-te entrar de novo na minha vida a qualquer preço... mas tu pensavas que sim, bastava decidires o dia de regressar e já estava...

Ias jantar a meio da semana connosco, quando o teu filho se ia deitar tu ias logo embora, depois de eu me impor e acabarmos numa grande discussão começaste a ficar mais um pouco (talvez 3 vezes), mas era como se fossemos 2 amigos a ver tv... era só mensagens de dia... bom dia... bom almoço... há noite nada porquê? porque estavas no café com os teus amigos? E ao fds onde estavas? Com os amigos no café ou a ajudar a fazer qualquer coisa... os amigos... esses é que importavam.

Fizemos 2 passeios para fora, com o nosso filho claro... para ti não era necessário falar, só dizias passado é passado... até a tua mãe estava sempre a dizer que ficava com o neto para podermos estar sozinhos para conversar que era necessário.... mas para ti não, acho que tinhas medo de ouvir aquilo que eu sentia e senti...

 

Mas eu dei-te uma grande prova, como ex era obrigada a ir depor e fui, fiz o melhor depoimento que podia fazer... mas tu apenas disseste não fui dizer nenhuma mentira... pois não mas bastava recusar-me a responder às perguntas sobre o nosso casamento que eles iriam ficar com a dúvida e estarias lixado... nem um obrigado, nem um jantar, nada... mas se calhar aos teus amigos deste tudo...

O cabo da GNR só me disse se eu tinha consciência que aquele depoimento iria ajudá-lo... claro que sabia... ele disse que normalmente as ex vão a confirmar que eram vitimas de violência... mas eu só disse a verdade, em 14 anos nunca me tocou num fio de cabelo, por isso não acreditava no que ela apresentou na queixa, era muito grave, não era ele... mas sempre dizendo que agora não podia afirmar mas que não acredito que uma pessoa iria agora mudar, quem é violento é sempre.

 

Só sei que hoje temos uma melhor relação... talvez porque já não esperamos nada de nós... talvez porque ambos sabemos que a nossa história acabou, se há algum sentimento? Talvez... mas isso não chega. Se daqui a 10, 20, 30 anos poderá acontecer algo... hoje já não digo nunca, porque há uns meses atrás me enganei...

Neste momento só quero apenas estar sozinha comigo mesma (isto é com o meu puto :)), aprender a ser uma nova pessoa, a aprender a viver, e fazer de tudo para ser um pouco mais feliz todos os dias.

 

Eu com bons modos nestes últimos dias lá te fui pedindo para me avisares se eras tu ou a tia a ir buscar o menino à escola e onde ficava para depois ir buscá-lo... nem deveria ser preciso pedir mas sei como os homens são... esquecidos e nem ligam a detalhes :) e ontem fiquei contente contigo, não estavas cá e ligaste a avisar que não podias ir e se queria que ligasses à cunhada, eu disse que não era preciso que disso tratava eu . Pelo menos acho que apesar de tudo estamos a ser bons pais, um dia o nosso filho vai agradecer-nos e vamos ser sempre uns pais babados... :)

 

Obrigada por me teres dado o melhor filho do mundo, sim foste um grande homem que nunca te negaste a fazer um exame nem nenhum tratamento, há muitos machistas que se recusam porque o problema é sempre da mulher nunca deles, foste um homem à altura do desafio <3

19
Set17

Mais um domingo...

Miss Winter

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

14.jpg

 

15.jpg

16.jpg

17.jpg

E cá está o resumo do meu domingo.

Aqui está a prova como eu sou infeliz e não sei aproveitar a vida ahahahahaha, uma bela gargalhada para quem diz que sou infeliz :D

Não poderia estar melhor na companhia do meu puto e da minha nikon que esteve tantos meses parada, estou a adorar este recomeço de uma paixão apagada dentro do meu coração.

Já a programar o próximo domingo :)

12
Set17

Indo eu, indo eu, a caminho de...

Miss Winter

Apesar de a mãe andar mal das costas e de péssimo humor (raios parta a TPM), fiz tudo para contrariar.

 

Sexta foi dia de irmos ver o Festival Sete Sois Sete Luas... já vi alguns mas este foi o melhor de todos, que grandes vozes, 5 artistas de 5 países diferentes, 5 culturas bem distintas: La Reunion, Itália, Portugal, Israel e Sudão.

O meu puto adorou, adora ouvir música e dançar, esteve quase sempre a bater palmas.

1.jpg

 

Sábado foi só para limpezas, nunca mais acaba a paranóica de mudar tudo de sitio... estou farta de ver as mesmas coisas e nos mesmo sitios, enquanto ainda não posos gastar um dinheirinho em novos vou mudando aqui e acolá...

 

Domingo fomos visitar o Convento de Balsamão em Chacim, já foi um local que me dizia muito, foi aqui que os meus pais se casaram, mesmo a minha mãe não ter um casamento feliz continuava a gostar de ali ir.

Pelas fotos do casamento, o jardim era lindissimo, cheio de flores, agora já não é bem assim...

Mas é um local com belas paisagens e que se sente uma boa paz como em todos os lugares de culto.

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

 

Aqui fica um cheirinho da minha terra :)

9.jpg

10.jpg

11.jpg

 

E no fim do dia, deixei-o ser apenas criança :)

12.jpg

13.jpg

 

08
Set17

O lado bom do divórcio (e divertido)

Miss Winter

Quem disse que o divórcio é mau? Tirando a vontade de passar a ferro o ex que nor roubou os sonhos (mas temos outros para sonhar) claro que tem o seu lado bom.

 

1 - (para quem tem filhos) não tens do teu lado quem te retire a autoridade no que toca a educação do teu filho, mal ou bem, és tu que decides.

2 - A cama é toda tua (quando o teu filho não decide acordar com as galinhas e invadir a tua cama antes das 7 da manhã). Este foi sempre o meu maior sacrificio ter alguém invadir o meu espaço (pronto era eu que invadia o espaço dele, não sei como nunca o atirei da cama abaixo)

3 - Podes fazer os pratos que ele tanto odiava. Sempre adorei arroz de marisco, mas se tinha o azar de ter uma areia, ele parava de comer e ia para o lixo, por isso deixei de fazer. (agora fiz tantas vezes que até enjoei ehehe)

4 - O sofá e tv é só para nós (a partir das 22h até aí pertence ao puto)

5 - Limpas e arrumas quando queres e te apetece e pela ordem que der na gana. (ontem era meia-noite, hora de ir para a cama mas ainda me apeteceu lavar as duas casas de banho e tratar de uma encomenda).

6 - Ouvir música um dia inteiro (quando não tenho o puto, adoro ouvir música enquanto limpo) ele detestava...

7 - Quando estás vais dar um passeio podes parar as vezes que te apetecer para tirar uma foto, nem que seja à coisa mais parva que encontres.

8 - Não tens ninguém para descarregar mas também ninguém te enerva.

9 - Não és obrigada a levar com os jogos de futebol (ouvir gritos e as coisas mais parvas que podes ouvir), programas que ele gosta e tu odeias.

 

Viver com uma pessoa é um grande desafio, quando temos os nossos gostos e escolhas bem vincadas e não abdicamos nem por nada, pior ainda... é preciso saber completar-se.

No meu caso no inicio tudo encaixava, as diferenças não dávamos importância, depois... depois foi o que se viu...

 

Depois descobrimos o lado bom de viver sozinha (ou com os filhos), passamos a curtir mais a vida, os pequenos detalhes, os filhos (para quem tem), e o silêncio ai é tão bom... :)

 

E tu que vives sozinha (o), o que gostas mais?

05
Set17

Setembro - o mês dos recomeços e reflexões

Miss Winter

Dia 1 foi o último dia do meu filho no infantário, sai de lá com uma lágrima no olho, ali foi a sua 2ª casa, desde os 4 meses de idade.

Já passaram 3 anos... senti uma grande nostalgia, encerrou-se o 1º capitulo da vida dele. Para a semana vai para a pré... nova etapa, novos desafios.

Sábado passou o dia com o pai, e andei a reflectir... o tempo voou, passaram 3 anos e ando a aproveitar tão pouco, não pode ser.

Quando chegou, fomos dar uma volta pelo bairro e ainda estivemos a brincar, a fazer que tinha uma espada e a fazer doi-doi à mãe e a pôr penso... é mesmo homem eheheh

Domingo, estive a cortar a relva mas esteve sempre comigo, levou os seus carros e andou a brincar na pedra. Depois foi a saltar para a relva, fiz umas fotos e um filme. Depois de almoço não quis dormir, estive a passar a ferro para depois irmos dar um passeio.

Já sabia que mal entrasse no carro que aterrava. Fomos a uma aldeia - Cerejais, onde tem um pequeno santuário muito conhecido, a Loca e o Calvário.

Cheguei à Loca bem tentei acordá-lo nada... saí tirei umas poucas de fotos sem sair de ao pé do carro. Segui para o calvário, engasgou-se e acordou. Lá saiu todo contente, adorou, até me deixou tirar-lhe umas fotos bem lindas normalmente está sempre a fazer fitas :)

Seguimos para o santuário, ele é que me indicava o que devia fotografar:

- Mãe tira aqui... já tiraste? Então tira :)

Foram duas horas fantásticas, aqui ficam algumas imagens.

 

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D